Eletrobras publica no DOU resultado de Aptidão Física

Eletrobras Distribuição Piaui primeiro publica o extrato de edital no dia 30/12/2015, para a abertura do concurso e agora   publica o Edital na página 113, Seção 3, do dia 21 de agosto de 2015 no Diário Oficial da União (DOU) sobre resultado final de aptidão física e Resultado final do concurso público

O Diretor de Gestão da Eletrobras Distribuição Piaui, Luís Hiroshi Sakamoto tornou público em 30/12/2014 no Diário Oficial da União (DOU) o extrato do Edital No 1, oferecendo 345 vagas para preencher as seguintes funções: Arquivista, Médico do Trabalho, Técnico em Eletrotécnica, Eletricista-Motorista,Eletricista-Auxiliar e Leiturista. O salário varia entre R$1.196,70 e R$ 4.524,71.eletrobras

Esse concurso reserva 20% das vagas para pessoas negras ou pardas, conforme lei  12.990, de 9 de junho de 2014. Em caso de desistência de candidato negro ou pardo aprovado em cadastro reservado, a vaga será preenchida pelo candidato negro ou pardo posteriormente classificado. Após a aplicação de todas as etapas do concurso, na hipótese de não haver candidatos negros ou pardos aprovados, na lista final, em número suficiente para que sejam ocupadas ao cadastro reservado, as vagas remanescentes serão revertidas para a lista da ampla concorrência e serão preenchidas pelos demais candidatos aprovados, observada a ordem de classificação no concurso

Para os concursados (Eletricista-Motorista, Eletricista Auxiliar e Leiturista) que se submeteram a testes de aptidão física como flexão abdominal ambos os sexos (30 para homens e 25 para mulheres); teste de salto vertical; corrida de 12 minutos, poderão baixar em .pdf no site do IADES (Instituto Americano de Desenvolvimento). Depois de todos os procedimentos e requisitos para participação do concurso público o senhor Luís Hiroshi Sakamoto informa através do Edital publicado no DOU do dia 21 de agosto de 2015 o resultado final de aptidão física e Resultado final do concurso público.

Poderá ser retirado o edital na íntegra e as demais informações no portal  http://www.iades.com.br. na imagem da Eletrobras e deverá clicar na mesma para baixar os arquivo em .pdf. Parabéns aos aprovados, pois a Eletrobras é a maior empresa de energia elétrica da America Latina.

 

 

Mieloma Múltiplo – Leia Portaria 708 publicada no DOU

Aprovadas Diretrizes de Tratamento para Mieloma Múltiplo

SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA No – 708, DE 6 DE AGOSTO DE 2015 Aprova as
Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas do Mieloma Múltiplo.mieloma-múltiplo

A Secretária de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a necessidade de se estabelecerem parâmetros sobre o mieloma múltiplo no Brasil e de diretrizes nacionais para o diagnóstico, tratamento e acompanhamento dos indivíduos com esta doença; Considerando que as diretrizes diagnósticas e terapêuticas são resultado de consenso técnico-científico e são formuladas dentro de rigorosos parâmetros de qualidade e precisão de indicação; Considerando as sugestões dadas à Consulta Pública no 21/SAS/MS, de 13 de novembro de 2014; e Considerando a avaliação técnica da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias do SUS (CONITEC) e da Assessoria Técnica da SAS/MS, resolve:

Art. 1º Ficam aprovadas, na forma do Anexo a esta Portaria, disponível no sitio: www.saude.gov.br/sas, as Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas – Mieloma Múltiplo. Parágrafo único. As Diretrizes de que trata este artigo, que contêm o conceito geral do mieloma múltiplo, critérios de diagnóstico, tratamento e mecanismos de regulação, controle e avaliação, são de caráter nacional e devem ser utilizadas pelas Secretarias de Saúde dos Estados, Distrito Federal e Municípios na regulação do acesso assistencial, autorização, registro e ressarcimento dos procedimentos correspondentes.

Art. 2º É obrigatória a cientificação do paciente, ou de seu responsável legal, dos potenciais riscos e efeitos colaterais relacionados ao uso de procedimento ou medicamento preconizados para o tratamento do mieloma múltiplo.

Art. 3º Os gestores estaduais, distrital e municipais do SUS, conforme a sua competência e pactuações, deverão estruturar a rede assistencial, definir os serviços referenciais e estabelecer os fluxos para o atendimento dos indivíduos com a doença em todas as etapas descritas no Anexo desta Portaria.

Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Essa matéria foi assinada pela LUMENA ALMEIDA CASTRO FURTADO